• Vinificação dos nossos Vinhos Brancos

    Os vinhos brancos são uma expressão encantadora da delicadeza e da complexidade da uva.
    O seu processo de vinificação envolve uma série de cuidados desde o momento da colheita até ao momento em que o vinho é engarrafado.
    Neste artigo, vamos explorar a fascinante jornada da vinificação.

    Conheça cada etapa do processo e quais os elementos que contribuem para a criação de um vinho branco excecional:

    1. Seleção das Uvas:
    Tudo começa nas vinhas, onde as uvas são cuidadosamente selecionadas para a vinificação de vinhos brancos.
    Diferentes variedades de uvas brancas são escolhidas com base em fatores como o terroir, as condições climáticas e as preferências do enólogo.
    A qualidade das uvas desempenham um papel crucial na determinação do caráter e da complexidade do vinho final.

    2. Colheita:
    A colheita das uvas brancas geralmente ocorre durante os meses mais frescos do ano, quando as uvas atingem o seu ponto ideal de maturação.
    As uvas são colhidas manualmente tendo em conta as práticas da vinícola e do estilo que é desejado para o vinho.
    A colheita no momento certo é essencial para garantir a concentração ideal de açúcares, acidez e aromas nas uvas.

    3. Prensagem:
    Após a colheita, as uvas brancas são levadas para a prensagem, onde são delicadamente esmagadas para extrair o suco.
    Esta pode ser feita de forma suave para preservar os aromas delicados e os sabores das uvas.
    O suco resultante, conhecido como mosto, é, então, transferido para tanques de fermentação para dar início ao processo de vinificação.

    4. Fermentação:
    A fermentação é o estágio crucial da vinificação de vinhos brancos, onde o açúcar do mosto é transformado em álcool e dióxido de carbono.
    A maioria dos vinhos brancos passa por fermentação alcoólica em tanques de aço inoxidável ou barricas de carvalho, a uma temperatura controlada para preservar os aromas e sabores naturais das uvas.
    Alguns vinhos brancos também podem passar por fermentação malolática, que suaviza a acidez e adiciona complexidade ao vinho.

    5. Maturação e Envelhecimento:
    Após a fermentação, alguns vinhos brancos são submetidos a um período de maturação e envelhecimento, onde desenvolvem os seus sabores e aromas característicos.
    Alguns são envelhecidos em barris de carvalho para adicionar complexidade e notas, enquanto outros são mantidos em tanques de aço inoxidável para preservar sua frescura e frutado.

    6. Filtração, Estabilização e Engarrafamento:
    Antes do engarrafamento, o vinho branco passa por processos de filtração e estabilização para remover quaisquer sedimentos e garantir sua clareza e estabilidade.
    Uma vez prontos, os vinhos brancos são engarrafados e estão prontos para serem apreciados.

    A vinificação de vinhos brancos é verdadeiramente uma arte, que combina ciência, técnica e paixão para criar vinhos que cativam os sentidos e encantam o paladar.
    Da escolha das uvas até ao seu envelhecimento, cada etapa do processo contribui para a criação de vinhos brancos excecionais que refletem a essência da terra e o talento do enólogo.

    Agora já sabe! Da próxima vez que saborear um vinho branco, lembre-se de toda a jornada que ele percorreu e aprecie cada gole como uma obra-prima da vinificação.

     

    Encomende os seus aqui!

  • Harmonização de Vinhos Brancos

    Os vinhos brancos oferecem uma ampla gama de aromas e sabores, desde os frescos e frutados até aos mais encorpados e complexos.
    A sua versatilidade na harmonização com alimentos, torna-os uma escolha ideal para uma variedade de pratos e ocasiões.

    Neste artigo, vamos explorar como encontrar a combinação perfeita entre vinhos brancos e diferentes tipos de comida, elevando, assim, a experiência gastronómica para outro patamar.

     

    1. Vinhos Brancos Leves e Frutados:
    Os vinhos brancos leves são conhecidos pelos seus aromas frescos e frutados, bem como pela sua acidez vibrante.
    Eles harmonizam bem com os pratos leves e frescos, como saladas, frutos do mar e aperitivos.

    2. Vinhos Brancos Encorpados e Complexos:
    Os vinhos brancos encorpados oferecem uma riqueza de sabores e texturas que se destacam quando são combinados com pratos mais substanciais e ricos no sabor.
    Eles são ideais para acompanhar aves gordurosas, peixes grelhados com molhos cremosos e massas à base de queijo.

    3. Vinhos Brancos Aromáticos e Florais:
    Os vinhos brancos aromáticos são conhecidos pelos seus aromas florais e frutados intensos.
    Eles são excelentes para harmonizar com os pratos picantes e exóticos, bem como sobremesas à base de frutas.

     

    Dicas Gerais para Harmonização de Vinhos Brancos:

    Acidez e Frescura: Escolha vinhos brancos com uma boa acidez e frescura para pratos mais leves e frescos, pois eles ajudam a limpar o paladar e a equilibrar os sabores.

    Intensidade dos Sabores: Combine a intensidade do vinho branco com a intensidade dos sabores do prato. Pratos mais leves pedem vinhos mais leves, enquanto pratos mais ricos e intensos combinam melhor com vinhos brancos encorpados e complexos.

    Experimentação: Não tenha medo de experimentar diferentes combinações de vinhos brancos e alimentos para descobrir as suas harmonizações favoritas. Aproveite para explorar e descobrir novos sabores e combinações.

     

    Em resumo, os vinhos brancos oferecem uma infinidade de possibilidades de harmonização, desde os leves e frescos até os mais encorpados e complexos. Ao considerar os aromas, sabores e texturas tanto do vinho quanto do prato, pode criar experiências gastronómicas memoráveis.

  • Os Vinhos Brancos

    A harmonia perfeita nos dias quentes é com vinhos brancos Castelares.

    Qualquer jantarada com a família e com os amigos pede um bom vinho para refrescar as noites de maior calor.

    E a Quinta dos Castelares presenteia os clientes com uma vasta oferta de vinhos brancos que são a melhor companhia, depois da família e dos amigos!

    A Quinta dos Castelares apresenta-lhe três vinhos brancos para desfrutar no verão!

    O vinho Manuel Caldeira, é um vinho branco com carácter freixenista do Douro Superior, com um aroma intenso e complexo a frutos branco, equilibrado pelo estágio em barrica e com um toque mineral.

    A Reserva Branco é um vinho com carácter freixenista do Douro Superior. Tem um aroma intenso e complexo a frutos brancos e com um toque mineral, que é equilibrado pelo estágio em barricas.

    A Colheita Branco é um vinho branco com o carácter freixenista do Douro Superior de estrutura média, e tem um estilo frutado muito elegante e gastronómico.

    Este verão, só pedimos boa companhia com vinho Castelares!

     

     

    Quinta dos Castelares | Há um novo Douro por descobrir

aaaaaTens mais de 18 anos?aaa

Quinta dos castelares

Bem-vindo ao nosso website!

Tens mais de 18 anos?

OU

Seja responsável. Beba com moderação.